sexta-feira, 25 de março de 2011

Tupynamba Jazz-Band


A Tupynamba Jazz-band foi formada por imigrantes poloneses, alemães e índios. Apresentou-se em festas e inaugurações principalmente na cidade de Ponta Grossa no Paraná. Sabe-se o nome de um dos integrantes, Estefhano João Giller (na foto com o violino), polonês de origem, mas nascido em Londres (UK), em 1903. Chegou ao Brasil com oito (8) anos de idade, numa leva de imigrantes poloneses, no porto de Paranaguá (PR). Passou um período na colônia polonesa, situada na região metropolitana de Curitiba (PR), na região Afonso Pena, em São Jose dos Pinhais (PR). Em seguida mudou-se para Ponta Grossa (PR), onde trabalhou, casou e constituiu família. Trabalhava como tipógrafo durante o dia e a noite tocava na Tupynamba Jazz-band. Depois de um tempo, mudou-se para Curitiba, onde continuou tocando em vários grupos da cidade. Também participou junto de alguns integrantes de sua família, (esposa, filhos e netos), do Grupo Folclórico polonês Juventus, apresentando-se por todo o Brasil, como músico, cantor e ator. Na pequena coleção de objetos musicais encontrados no interior da sua casa, no ano de 2003, na rua Dr. Goulin, bairro do Hugo Lange, em Curitiba (PR), Giller deixou um acervo que constitui uma parte da Tupynamba Jazz-band. Entre registros pessoais e objetos encontra-se preservado: violino com arco e estojo, estante de partitura, flautim de ébano, trompete, violão, prendedor de partitura, pacotes de corda de violino e inúmeras partituras em álbuns de varias épocas. Outras partituras são para coral e também marchinhas de carnaval de 1953, em edições comuns da época.

Marilia Giller

2 comentários: